Verdade nua e crua

“Certo dia, a mentira e a verdade se encontraram.

A mentira disse para a verdade:

– Bom dia, dona verdade!

E a verdade foi conferir se realmente era um bom dia.

Olhou para o alto, não viu nuvens de chuva, vários pássaros cantavam e vendo que realmente era um bom dia, respondeu para a mentira:

– Bom dia, dona mentira!

– Está muito calor hoje, disse a mentira.

E a verdade, vendo que a mentira falava a verdade, relaxou.

A mentira então convidou a verdade para se banhar no rio.

Despiu-se de suas vestes, pulou na água e disse:

-Venha dona verdade, a água está uma delícia.

E assim que a verdade sem duvidar da mentira tirou suas vestes e mergulhou, a mentira saiu da água e vestiu-se com as roupas da verdade e foi embora.

A verdade por sua vez recusou-se a vestir-se com as vestes da mentira e por não ter do que se envergonhar, saiu nua a caminhar na rua.

E aos olhos de outras pessoas era mais fácil aceitar a mentira vestida de verdade, do que a verdade nua e crua.”

(parábola judaica sobre a verdade e a mentira.)

Mande uma mensagem e siga as nossas redes

Entre em Contato

(21) 97172-2425

× Como posso te ajudar?